Diocese Anglicana de São Paulo - Quem somos



A Diocese de Anglicana de São Paulo, criada em 1969, é uma das sete dioceses da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil. Abrange todo o Estado de São Paulo e o sul do Estado de Minas Gerais, contando com 15 Paróquias, 3 Missões, 8 Pontos Missionários, 6 Instituições e um corpo eclesiástico de 37 clérigos.

Nosso primeiro Bispo, eleito em 1970, foi Elliot Lorenz Sorge, seguido por Sumio Takatsu (1977), Glauco Soares de Lima (1990), Hiroshi Ito, eleito em 2002 e atualmente por Roger Douglas Bird, eleito em junho de 2007.



Princípios essenciais do Anglicanismo


Bíblia Sagrada

Acreditamos que as Sagradas Escrituras contêm toda revelação necessária para que a humanidade alcance vida plena. Toda nossa doutrina e liturgia sustentam-se na Bíblia Sagrada.


Os Credos Apostólicos e Niceno

Escritos no tempo da igreja indivisa, constituem a confissão normativa da fé católica que preservamos ainda hoje.


Os Sacramentos

A Igreja Anglicana é uma igreja sacramental. Professamos o Santo Batismo e a Santa Eucaristia como legítimos sacramentos diretamente ordenados por Cristo e instrumentos da graça salvífica de Deus.


Episcopado histórico

Professamos que a autoridade transmitida por Cristo aos apóstolos e esses aos seus sucessores (incluindo nossos bispos) é, ao mesmo tempo, garantia e expressão da catolicidade e apostolicidade da Igreja.



O Anglicanismo


O cristianismo chegou às ilhas britânicas no final do primeiro século, levado por cristãos que fugiam das perseguições. Ali, a Igreja Cristã foi estabelecida inicialmente entre os celtas que enviaram três bispos ao Concílio de Arless, em 314 d.C. Em 596, o bispo de Roma, São Gregório Magno, enviou missionários para evangelizar o sudeste da Grã-Bretanha, região conhecida por Kent, onde habitavam os anglo-saxões. Essa missão foi liderada pelo bispo Agostinho, que estabeleceu em Cantuária as primeiras comunidades subordinadas ao bispo de Roma.

A partir de então houve um gradativo processo de avanço da Igreja de Roma nos territórios celtas até que em 664 a Igreja Celta submeteu-se ao governo da Igreja Romana, adotando parcialmente seus ritos, mas mantendo diversas tradições celtas e britânicas. O povo britânico, porém, nunca concordou com a submissão ao poder romano. Assim , em 1534, a Igreja Anglicana voltou a separar-se da Igreja Romana por decisão do Parlamento após iniciativa do Rei Henrique VIII.

A partir de então, o anglicanismo deixou-se influenciar positivamente pelo movimento da Reforma, sem deixar de preservar as mais puras e sadias tradições católicas antigas, expressas na liturgia contida no Livro de Oração Comum.

No Brasil o anglicanismo chegou em duas etapas no século XIX: através dos imigrantes ingleses que aqui se estabeleceram a partir de 1810 e através do trabalho de missionários norte-americanos a partir de 1889.